• w-facebook
  • w-googleplus

MOTS SUSPENDUS

Performance

Abril 2015, FamaciaWurmkos - Milão 

Durante o WAM ( Wurmkos Amici Miei ), Antonio Maniscalco propõe uma nova versão do trabalho que ele havia apresentado em 1994, no  "Ex O.P. Paolo Pini ".

Na ocasião, ele instalou ao longo dos muros do hospital psiquiátrico dezenas de MUTOFONI,  "aparelhos que tem como função principal a amplificação daquilo que nunca foi dito", como ele mesmo definiu.

 

A exposição apresentou duas redroduções fotográficas realizadas pelo artista, que mostram os 20 anos que separam o momento da instalação original e hoje, precisamente no verão passado. O artista foi vasculhar no matagal - anteriormente um jardim - em busca do que restou do seu trabalho.

 

Somente um Mutofono sobreviveu ao tempo e aos atos de vandalismo. Mas, ao contrário da posição original, estava voltado para o jardim, de costas para o muro. " porque o tempo transforma e muda direções " .

E este Mutofono esteve exposto, desenraizado do seu contexto original e replantado na exposição, livre para comunicar-se.

 

No dia da vernissage, o espaço estava envolvido pela sonoridade do compositor Angello Petronella. 

 

No encerramento da exposição, os bailarinos da cia. LD'A propuseram uma performance original inspirada no conceito  original da obra de Antonio Maniscalco.

Graças ao movimento, eles reinterpretaram os gritos contidos, frases subentendidas, censuras silenciosas, mudas, ou que tornaram-se mudas.